terça-feira, 26 de julho de 2011

DIAS DIFÍCEIS DE LEVAR...

Oi meninas, tudo bem com vcs?
Eu estou levando, melhor do que ontem, pior do que amanha se Deus quiser.

Estou numa tristeza sem tamanho desde ontem, ate por isso que não postei nada, hj como jah estou um pouca melhor vou desabafar e compartilhar com vcs.

Acontece que a 4 anos perdi a pessoa mais importante da minha vida, minha mãe e com ela foi minha melhor amiga, minha companheira, minha base meu chão. 

Quando aconteceu eu quase pirei, fiquei mal, com depressão e foi a pior fase da minha vida. Mas com o carinho e amor do meu marido e a misericordia de Deus fui me levantando aos poucos e voltando a vida.

Mas ontem tive uma uma recaída, se é que posso chamar assim, liguei pra um advogado que cuidava de um processo dela contra a prefeitura e pra ele se lembrar tive que contar toda a historia que aconteceu com ela e foi como se tivesse voltado para aquele tempo de tanta dor e sofrimento, é qd lembro de cada detalhes que vem a dor, como uma ferida que não esta cicatrizada, tem apenas uma casca e se mexe a casca sai e volta a sangrar.

É assim que sinto, parece que tudo não aconteceu, que ela esta em uma viagem e a qualquer momento pode aparecer aqui e me da um abraço gostoso, mas ai cai a ficha que ela não esta mais aqui, não vou mais vela e receber esse abraço e matar a saudade que tanto machuca.

Desliguei o telefone e simplesmente desabei, chorei, chorei, chorei...

E assim fiquei o dia inteiro ontem, tive vontade de fazer como antes, tomar um remédio e dormir, mas não fiz isso, meu marido chegou me consolou,secou minhas lágrimas e isso me confortou.

Parei de chorar e fui dormir.

Hoje acordei bem melhor, sem lágrimas, mas a dor continuava.

Fui pra consulta com a psicóloga e falamos justamente da minha mãe e falei tudo novamente, mas dessa vez, foi diferente, falei bem mais do quanto ela foi uma mãe maravilhosa, de todo bem que ela fez a mim e aos meus irmãos, enfim lembrei dela mais nos momentos felizes e isso me fez muito bem, gostei muita da consulta de hj, sai de la bem mais leve e cheguei a conclusão que em vez de ficar triste por ela não esta mais aqui vou ficar feliz por ter tido o privilegio de ter tido uma mãe maravilhosa, que deu um duro danado pra criar e educar três filhos sozinhos que cumpriu sua missão da melhor forma e foi vencedora. Tenho que me espelhar nela e se eu conseguir ser metade da mãe que ela foi meu filho já vai ter um grande orgulho de mim tb.


E vcs que ainda tem as mães por perto, curta muita cada dia que passarem com ela, fale que a amam, abrace, liga pra dar noticias, pois não sabemos o dia de amanha e isso não vale só pra mães valem pra todos que amamos.






Fico por aqui.


bjos bjos

7 comentários:

Vivi disse...

Querida, vc ja deve ter lido no meu blog a respeito da mesma dor q vc sente. Tbem perdi minha mae, somente ha 1 ano. Eu nao tinha nocao do q todo esse processo da doenca dela, fase final e a morte, tinham feito sobre mim, em meu corpo. Eu tive q decidir parar de ficar deprimida, pq a vida continuou. Meus filhos estao ai, meu marido, passei por uma cirurgia, minha coluna nao melhorava e eu so deprimindo, eu precisava sair do luto.
Nao foi facil, escrevi um texto, em junho, aquilo lavou a minha alma. Claro, eu jamais vou esquece-la, mas, eu preciso seguir a minha vida.

Entende qdo vc diz q foi revivendo tudo o q aconteceu na epoca, isso aconteceu comigo dias antes de completar um ano do falecimento dela, eu sentia um peso enoooooooooorme sobre mim.

Apos escrever o texto, fazer um ano, meu ortopedista teve uma conversa muito franca e aberta comigo, la no hospital qdo fiquei internada, chorei muito, meu marido conversou comigo e finalmente, meu pai.

Eu sinto esse buraco enorme, mas, agora eu convivo com ele, e sei q preciso estar 100% de volta para minha familia, para os que me amam.

Peco a Deus q vc consiga sair dessa e se ficar triste, q nao seja tanto. Aproveite as idas ate a psicologa, terapia eh show, eu preciso fazer tbem, mas, primeiro preciso me recuperar mais da coluna pra poder sair por mais tempo.

Precisando, grita, ta?
beijo com carinho
Vivi

Taiane disse...

Amiga,

Na missa de 7º dia da minha sogra que vai complentar 3 anos semana que vêm o padre falou palavras lindas que eu nunca esqueci.
-Quando uma pessoa querida se vai é pq Deus sabe que já ela já completou sua missão na terra, nós não temos que chorar (isso é difícil)e sim lembrar só dos bons momentos pq assim a dor diminui....ele falou outras coisas mais, mas isso foi o que mais me marcou pq quando ela morreu havia 8meses que meu avô havia falecido e a morte dele foi uma dor muito grande.
Com o passar do tempo a dor diminui mas esquecer jamais né!!!!

bjs e fique com Deus!!!

Taiane disse...

Amiga,

Na missa de 7º dia da minha sogra que vai complentar 3 anos semana que vêm o padre falou palavras lindas que eu nunca esqueci.
-Quando uma pessoa querida se vai é pq Deus sabe que já ela já completou sua missão na terra, nós não temos que chorar (isso é difícil)e sim lembrar só dos bons momentos pq assim a dor diminui....ele falou outras coisas mais, mas isso foi o que mais me marcou pq quando ela morreu havia 8meses que meu avô havia falecido e a morte dele foi uma dor muito grande.
Com o passar do tempo a dor diminui mas esquecer jamais né!!!!

bjs e fique com Deus!!!

Aline Brich disse...

Nõa imagino como seja essa dor e te entendo perfeitamente!
Impossivel esquecer e não sofrer com a falta desse anjo que Deus enviou para cuidar da gente!
Que Deus conforte o seu coração!
Bjussss.....Fica com Deus.....

Eliana disse...

Amiga

Eu perdi meu pai em 2004, nem se compara à dor de perder uma mãe... mas já foi tão difícil. Têm dias que tb paro uns minutos e fico lembrando tudo o que ele fez por mim. Sou filha única, então imagina a minha dor...

Infelizmente é assim, pessoas insubstituíveis se vão e ficam as lembranças de uma vida toda, além de um vazio que nada preenche.

Um beijo, com todo carinho

Danielle Queiroz disse...

Amiga querida, como vc mesma disse, lembrar dos momentos felizes q viveram juntas é a melhor maneira de vc se sentir bem, acho q a saudade só tende a aumentar com o tempo, mas esse mesmo tempo fará a ferida torna-se cicatriz, e todo amor q vc sente estará sempre em seu coração, fazendo lembrar a maravilhosa chance de ter tido como mãe uma pessoal tão especial, bjsss

Carla Cristina disse...

Vc está certa quando diz lembrar momentos dos momentos bons vividos ao lado dela...enquanto eu não caí na real eu sofri muito com a perda de mina avó,,,passei a lembrar das palavras e alegrias vividas ao longo de muitos anos..me fez reanimar e ver o mundo diferente.
Vc vai superar isto tudo tb.
Tudo de bom.
bjos